quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Sonhar


por Thiago Antunes

Sonhar é fazer das adversidades utopia. Pois, todo aquele que sonha não encara os medos e desafios como uma realidade instransponível, mas sim como um trampolim para tornar o seu sonho mais intenso e mais belo.

O homem que sonha não se envergonha das suas limitações e fragilidades, mas as tem como algo bem precioso. Porque sabe que na trajetória da vida somos perseguidos, injuriados, desacreditados, e que ter um grande sonho não o torna impecável.

Tem a certeza de que vale a pena lutar por aquilo que acredita. E de que os nossos sonhos não nascem prontos, mas são construídos. È consciente que se leva tempo e renúncia para tornar o seu ideal algo palpável.

O sonhador não se resigna com os apelos da massa cética, dos invejosos e dos preguiçosos. Ele tem convicção da sua missão e sabe que nem todos vão apoiar sua ambição.

Consegue ver a beleza da criação de Deus em cada mínimo detalhe; na chuva, nas árvores, nos pássaros. Valoriza cada ser humano em sua singularidade, pelo que é não pelo que possui. Pois sabe que o bem mais precioso que o ser humano é sua vida, seus valores, sua história.

Aquele que sonha planta sementes, espalha esperança, prega e encarna o amor. Porque sonhar não é apenas um lugar aonde se chega, mas um modo de viajar. È viver a vida como se cada dia fosse o ultimo, fazendo de cada momento algo mágico.

Sonhar é chegar ao alto do pódio é ter com quem celebrar. È fazer uso da memória do coração que é a gratidão, pois não anda sozinho tem amigos.

Sonhar é amar a Deus e o próximo, porque sem amor tudo e todos se tornam um pesadelo.

Portanto sonhe e não desista, por se mais um que anda na contramão do sistema capitalista e desumano. Que se preocupa apenas com os fins e não com os meios e modo de se chegar ao seu sonho.