domingo, 20 de janeiro de 2008


Por Thiago Antunes

Fé uma palavra tão pequena, mas de uma relevância magnífica. Fé é acreditar em Deus como define as Escrituras. Gosto de dizer também que fé (F+e) significa fidelidade a uma esperança. O dicionário da bíblia de Almeida define como: Confiança em Deus e sua Palavra.

A palavra confiança nos remete a pensar sobre relacionamentos. Pelo fato de existir confiança somente quando nos relacionamos e conhecemos o outro no qual depositamos nossa credibilidade. Portanto ter fé e deleitar de uma profunda intimidade com a santa trindade. È desfrutar do aconchego celestial, contemplar o belo e experimentar o eterno.

Com isso fica evidente a impossibilidade de crer em Deus sem se envolver com sua essência. E é este envolvimento que faz com que tenhamos mais esperança, otimismo e amor para com o nosso próximo e a vida. Quando relacionamos com o Eterno, passamos a contemplar as dificuldades, e encarar os desafios com coragem.

A Fé também está intimamente relacionada à obediência ao Senhor. Não basta apenas crer, é necessário obedecer. A obediência é a manifestação de uma fé genuína. Somente quando nos sujeitamos ao Senhor e a sua vontade revelada nas Sagradas Escrituras podemos de fato dizer que cremos em Deus. Mas também acredito que a fé é muito mais que crer, relacionar e obedecer. Fé é amar! È desejar intensamente o objeto de nossa fé, com toda nossa devoção. Amando e se entregando sem medidas.

Que não tenhamos uma fé utilitarista e egoísta que só busca os seus próprios desejos e que apenas existe no ambiente do interesse. Mas que nossa devoção nos torne mais solidários e confiantes. Façamos dessa força que chama fé uma motivação que nos leve a Deus e a servir o nosso próximo com amor. Se apoiando nessa força para superar as adversidades, andar de cabeça erguida, confiando que o amanhã será melhor.

Deus nos abençoe.